Crescimento e desenvolvimento: diferenciando os conceitos para fazê-los caminhar juntos

Crescimento e desenvolvimento: diferenciando os conceitos para fazê-los caminhar juntos

Quantas vezes ouvimos falar sobre o potencial de crescimento do nosso país? Com tantos recursos e condições favoráveis – incluindo o desejo das pessoas de construir um país melhor –, olhamos para o futuro de uma forma positiva ao imaginar tantos avanços. Mas, ao mesmo tempo, vemos que os bons cenários econômicos nem sempre coincidem com avanços sociais, queda da violência ou uma melhoria na educação da população.

Por isso, precisamos ter em mente as definições de crescimento e desenvolvimento, afinal, não é porque a expansão está de vento em popa que as estruturas também estão em pleno avanço. Crescer pode ser um ótimo indício, mas só deve merecer comemoração se a empresa conseguir vincular a essa fase um forte desenvolvimento.

Imagine, por exemplo, que a sua empresa demonstre excelente performance financeira, porém que a competitividade esteja em baixa. Isso pode significar que o desenvolvimento do negócio está sofrendo com algumas falhas. Portanto, um olhar mais crítico e menos festivo no caso de bons crescimentos deve fazer parte da rotina do gestor.
 

Como analisar o crescimento criticamente?

 
Uma das formas é simular o “worst case scenario”, ou seja, o pior cenário possível, aquele que indicará as vulnerabilidades de um negócio. A matriz SWOT é uma ferramenta para auxiliá-lo nesse processo, pois a partir dela são revelados seus pontos fortes e fracos (internos), oportunidades (e riscos (externos). Essa análise dará ao gestor um panorama mais detalhado sobre o seu negócio e, assim, irá oferecer insumos para poder se munir perante a concorrência e trabalhar seus pontos de melhoria dentro da empresa.

Além de conhecer fortalezas e fraquezas, o líder deve estar ciente de que crescimentos muito velozes geram consequências, como a necessidade de aportes financeiros, seja por meio de empréstimos ou da participação de acionistas e sócios. Nesse caso, é preciso estar atento ao risco de endividamento ou de atraso no pagamento de tributos.

Pode soar frustrante, mas a verdade é que expectativas menos grandiosas são uma forma de controlar os riscos gerados pelo crescimento repentino. Isso porque uma análise menos otimista sobre os negócios acaba sendo muito mais realista e englobará o potencial de desenvolvimento da empresa de forma geral.

É preciso ter em mente que grandes empresas não são apenas grandes em tamanho: são empresas que crescem e se desenvolvem de forma paralela, nunca descuidando de sua competitividade nem abraçando avanços bruscos que não possam ser sustentados no longo prazo.
 

Mas como promover o desenvolvimento?

 
1. Nunca se acomode com a rotina
A busca pelo desenvolvimento é uma tarefa constante, que exige um esforço diário. A partir do momento em que se deixa esse objetivo de lado para cair na inércia, perde-se a real percepção do quanto sua empresa está avançando ou não.
 
2. Entenda os porquês
Desenvolver sua empresa soa muito bem, mas é preciso ter em mente o que isso significa e por que o desenvolvimento pode ser algo bom para ela. Esse é um avanço que gera empregos, impacta a concorrência e cria novas possibilidades de expansão para a sua companhia. Busque as melhores razões para investir nesses avanços.
 
3. Dê tempo ao tempo
De nada adianta crescer e se desenvolver sem possuir um diagnóstico claro das capacidades da empresa e para onde ela pode e deve se expandir. Para avançar é preciso saber por quais práticas se é conhecido no mercado, quais as expectativas dos consumidores e quais os seus pontos fracos e fortes. Afinal, ninguém irá querer comprar máquinas de costura de uma empresa especializada em vender sabão, por exemplo.
 
4. Liderança é sempre importante
Como líder, cuide bem do desenvolvimento não apenas da empresa, mas de sua equipe. Estimular o aprendizado, motivar, engajar, reconhecer esses colaboradores são partes fundamentais do papel do líder e geram efeitos extremamente positivos no dia a dia da corporação.

Por fim, nunca é demais ressaltar: para uma empresa crescer e amadurecer, tanto organização quanto equipe devem passar por avaliações periódicas. São esses resultados que irão apontar os erros e os acertos da companhia e, assim, gerar os insumos necessários para se promover um crescimento sustentável, com alto nível de desenvolvimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + = 23