Solucione os gargalos de produção e ganhe mais produtividade

Gargalos de produção

Sua produção anda ficando mais cara, mais lenta e, consequentemente, com um resultado muito menos satisfatório? Bom, então é preciso investigar o que anda travando sua eficiência. Os fatores podem ser muitos e são conhecidos como “gargalos de produção”.

Um gargalo é um ponto dentro da linha industrial que limita a capacidade final de produção, levando a uma redução nos itens disponibilizados ao consumidor final ou a uma demora excessiva nesse processo. É, portanto, um verdadeiro redutor do índice de produtividade, que pode impactar diretamente na sua lucratividade.

Então, se você anda percebendo que sua produção costumava trabalhar muito mais com a plena utilização dos recursos e estruturas disponíveis na sua empresa, é hora de combater os males que vêm atravancando esse seu sucesso.
 

Combatendo os gargalos

 
Para evitar que esses inconvenientes promovam consequências graves no seu negócios, é preciso se debruçar sobre todas as etapas da sua produção: da compra da matéria-prima ao controle de qualidade; da estocagem às vendas.

Ou seja, o primeiro desafio é garantir um monitoramento constante e eficaz sobre os processos e custos de produção, buscando controlá-los da melhor forma possível. Recursos, máquinas, equipamentos ou mesmo um centro de trabalho sobrecarregado podem estar jogando contra o seu processo produtivo, portanto é fundamental jamais descuidar a atenção de toda essa cadeia.

Dessa forma, a partir do momento em que seu monitoramento estiver afiado, a tendência é identificar de forma certeira onde está o gargalo da produção.

Será que o problema é a sua organização – ou a falta dela? Ou seriam aqueles processos tão obscuros e burocráticos que nem mesmo os colaboradores mais veteranos conseguem entender? Para esses casos, uma padronização de processos pode ser um caminho bastante inteligente. Metodologias, sistematização e um bom ERP podem colaborar muito nesse sentido. Aprimorar o acesso à informação e a comunicação na empresa de uma forma geral também deve ser uma melhoria a se aplicar.

E, por falar em organizar, é preciso manter a gestão dos seus custos sempre em dia: saber o que entra e o que sai todo mês e também quais são os custos variáveis. Sem isso, a vida financeira do seu negócio fica negligenciada. Para auxiliá-lo, invista em ferramentas tecnológicas confiáveis, que concentrem as informações e tornem os cálculos 100% apurados.
 

E quanto aos colaboradores?

 
Não podemos nos esquecer de que uma equipe especializada faz toda a diferença. A falta de qualificação tende a produzir mais erros, levando a aumentos inesperados dos custos de produção.

Para solucionar esse problema, os treinamentos devem ser parte da rotina da empresa, tornando o seu pessoal sempre mais qualificado – além de investir em novas contratações de sucesso, claro. Outro ponto é utilizar tecnologias que o apoiem, automatizando processos em etapas que funcionam de forma mais eficiente sem a intervenção de pessoas.

Por fim, dê atenção especial à planta de produção, seja a partir de uma boa coordenação de pessoal especializado no assunto ou colocando a mão na massa mesmo. Reorganize e otimize o layout da sua fábrica, pois talvez seja um detalhe como esse a razão de muitas dores de cabeça.

Dependendo de como ela está organizada, pode tornar os processos mais demorados ou exigir longos deslocamentos internos, o que gera uma grande perda de tempo, além de desgaste físico. Otimizar esse layout tende a facilitar os processos e promover ganhos de produtividade, com mais agilidade.

Parecem muitas tarefas, mas a verdade é que tudo depende de organização e atenção. Com pequenos cuidados, os inconvenientes se resolvem de forma tranquila, sem exigir grandes revoluções. Vale tentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 22 = 31