fbpx

Treinamento: como inspirar colaboradores a serem mais produtivos e engajados?

Treinamento: como inspirar colaboradores a serem mais produtivos e engajados?

Vivemos em uma época de muitas transformações no campo do trabalho e formação de profissionais, sendo o treinamento uma boa resposta para conseguir se adaptar às mudanças de maneira rápida e assertiva.

Os avanços das tecnologias têm facilitado o atendimento, serviços e o sistema de produção de várias áreas, mas também têm colocado diversos desafios às empresas. 

Por esta razão, é importante considerar que a aprendizagem é um processo contínuo e que as organizações podem se beneficiar muito em promover a formação e atualização de seus colaboradores por meio de treinamento regulares.

Novo de novo: atualização dos profissionais

Essa forma de enxergar a formação dos profissionais, apesar de fazer muito sentido nos dias atuais, não é novidade. Chamado de T&D, o Treinamento e Desenvolvimento é uma metodologia de atualização dos colaboradores, muito eficaz e conhecida dos departamentos de RH (Recursos Humanos).

O objetivo é aprimorar, potencializar e melhorar tanto conhecimentos técnicos quanto comportamentais.

O Treinamento está ligado a atividades pontuais, de curto prazo. É orientado pelo presente, por isso busca aperfeiçoar as habilidades relacionadas às necessidades imediatas do cargo. 

Já o Desenvolvimento refere-se ao crescimento profissional do colaborador, a partir de práticas de longo prazo e planejamento. Neste sentido, é preciso considerar quais habilidades são necessárias aos cargos futuros.

Em resumo, o T&D é uma forma que busca desenvolver e agregar competências de forma contínua.

Seja com foco em evitar acidentes, minimizar erros, melhorar o produto ou serviço e alcançar maior produtividade e lucro, a estratégia de treinamento sempre foi muito funcional para atualizar os colaboradores sobre novas práticas, modernização de equipamentos e ferramentas, sistemas e mudanças nos processos de gestão. 

Entretanto, com o avanço cada vez mais rápido das tecnologias, da inteligência artificial, da internet das coisas, da indústria 4.0, bem como com a democratização e acesso aos produtos tecnológicos e ao conhecimento, a formação do profissional tornou-se mais dinâmica.

A capacitação se transformou na chave para a sobrevivência na era das revoluções tecnológicas.

Em pouco tempo, aquilo que foi aprendido na faculdade, escola técnica ou mesmo na prática, pode se tornar ultrapassado. Deste modo, é uma estratégia assertiva das empresas não depender apenas dos sistemas formais de educação e ensino.

Ou seja, investir em treinamento e desenvolvimento dos seus colaboradores é uma estratégia inteligente para garantir a atualização a partir das premissas e demandas da própria organização.

O futuro é hoje!

A empresa The Global Learner Survey mapeou a relação das pessoas com a educação em diferentes países. No Brasil, os dados mostram que 88% acreditam que a educação não termina na faculdade e 84% buscam se reinventar e desenvolver novas habilidades. Porém, 67% acreditam que o sistema educacional brasileiro é falho e apenas 46% buscam realmente estudar por conta própria. 

Observamos, a partir desses dados, que há diferenças entre as expectativas, desejos e a realidade.

Em outra ponta, daquilo que começa a se desenhar no campo do trabalho, as previsões sobre o futuro das profissões revelam que habilidades não cognitivas, como criatividade e inteligência emocional, serão requisitos tão desejados quanto competências técnicas. Isso porque seremos constantemente desafiados a conhecer mais e descobrir respostas que ainda não estão prontas. 

Além disso, o mundo em progresso já está transformando a maneira como nos relacionamos com colegas e com o trabalho, como aprendizes e professores, pessoas que podem sempre se aperfeiçoar e que também têm algo para ensinar.

Essa nova forma de pensar, combinada às demandas dos profissionais, abre diversas possibilidades para o treinamento dos colaboradores.

Vantagens de investir em treinamento e desenvolvimento

Existem pelo menos duas formas de se ter bons profissionais atuando como colaboradores em uma empresa. Uma das formas é por meio da seleção, recrutamento e contratação. Já a outra, é investindo na capacitação do quadro já existente.

Como as novidades dentro do campo profissional estão em um momento de constante mudança, é imprescindível considerar o investimento em formação e aperfeiçoamento dos profissionais. 

As vantagens são diversas:

  • Colaboradores atualizados;
  • Mais qualidade nos serviços ou produção;
  • Redução de custos devido a falhas;
  • Integração da equipe;
  • Aproximação das competências entre os colaboradores;
  • Pensamento de longo prazo;
  • Responsabilidade social com os colaboradores;
  • Diferencial em relação à concorrência;
  • Formação de cultura organizacional forte;
  • Maior facilidade para resolução de problemas e crises;
  • Inovação e empreendedorismo internos;
  • Apoio e promoção de pessoas.

Investimento para quem pensa a longo prazo

Treinamento é um conceito da aprendizagem em nível individual. Mas também existe o desenvolvimento organizacional, que consiste na forma como a empresa adquire competências para se adaptar às inovações em que está inserida. 

Neste sentido, é importante combinar um programa de treinamento com um plano de desenvolvimento e carreira dentro da empresa. 

O T&D promove o crescimento do colaborador nos seus potenciais inatos e adquiridos. Competências que geram realizações concretas.

Uma abordagem moderna do T&D é:

  • Planejada (considerando a cultura organizacional da empresa);
  • Proativa (antecipa às necessidades, problemas e soluções);
  • Intencional (não deixa ao acaso); 
  • Considera o longo prazo (presença do colaborador dentro da empresa e em projetos institucionais);
  • Planeja mudanças (em uma visão sistêmica, ao final do processo é preciso haver transformação);
  • Engaja o colaborador;
  • Possui constância. 

Muitos caminhos chegam a Roma

Existem vários métodos de treinamento. O mais tradicional é o em classe, em que o profissional vai até uma sala de aula, ou professores vão até a empresa para ministrar cursos. 

Outras possibilidades são:

  • Ensino online;
  • Aula mista (aula à distância, debates e tira-dúvidas presencial);
  • Microlearning (aprendizagem rápida, podendo ser com o uso de recursos multimídia e promoção de exercícios);
  • Sistema de rotação (colaborador passa por diferentes funções);
  • Aprendizagem Social (colaboradores mais experientes são instrutores e existe um convívio entre as gerações);
  • Gestão do Conhecimento (colaboradores são estimulados a trocar informações e aprendizados);
  • Qualificação externa (em cursos profissionalizantes, graduação, pós-graduação e outros);
  • Feedback (gestores oferecem retorno sobre os processos e resultados dos colaboradores);
  • Mentoria (uma pessoa mais experiente ou com mais informações é responsável por orientar o colaborador em suas atividades). 

Experiência DEAK

Entre outras práticas, na DEAK Sistemas foi adotada a Gestão do Conhecimento, em que os colaboradores são motivados a compartilhar seus conteúdos, saberes e aprendizados com os demais profissionais. 

Semanalmente, também acontecem treinamentos e o material fica disponível no Portal de Serviços. Através dele, todos os colaboradores podem aprofundar seus conhecimentos sobre o DEAK Plus, além de desenvolver outros tipos de competências, como escrita, habilidade de falar em público e relações interpessoais.

Como empresa de tecnologia, é essencial estar conectada às novas experiências e ao espírito do tempo. E isso ocorre nos processos internos da DEAK Sistemas, bem como nos projetos e produtos feitos para os clientes.

A DEAK tem como missão possibilitar, por meio da organização e acessibilidade dos dados e informações, uma melhora da competitividade – fruto de uma gestão estratégica, integrada e eficiente.

Entre em contato e saiba mais.

Compartilhar

Artigos Relacionados

Fale com nossos especialistas e confira os diferenciais da DEAK

Cadastro Positivo

Avalie com precisão o crédito de seus clientes

Planilha de Controle de Estoque

Inscreva-se em nossa newsletter

Cadastre-se e receba conteúdos inéditos sobre Gestão