Dentro de uma empresa há sempre uma série de tarefas a se realizar: desde os pedidos, controle de compras, controle financeiro, planejamento tributário e inúmeras outras ações. Contar com um sistema de gestão empresarial que unifique as informações e dê uma visão de 100% do negócio torna o sucesso de uma empresa muito mais fácil de alcançar. Mas por que investir em um sistema, como um ERP DEAK? Vamos entender.

Quer conhecer as soluções do ERP DEAK para o seu negócio?

Solicite um atendimento da nossa equipe:

O que é um sistema de gestão empresarial?

Um sistema de gestão empresarial é um software criado para gerenciar diferentes tarefas de controle e gestão de um negócio. Esse sistema automatiza processos operacionais e conecta os mais diferentes setores da empresa. Dessa maneira, os trabalhadores passam a se dedicar mais às tarefas estratégicas e contribuem diretamente para que os objetivos estabelecidos sejam alcançados.

O sistema centraliza informações de várias áreas e fornece uma visão mais ampla da empresa. Dessa maneira, o gestor pode tomar decisões precisas para o seu negócio. O objetivo principal de um sistema de gestão empresarial é gerenciar variáveis do fluxo financeiro e de gestão, como emissão de notas fiscais, compras, despesas, vendas, fluxo de caixa, emissão de notas fiscais, ordens de serviço e produção, cadastro de clientes, entre outros.

Entre as vantagens de se adotar um sistema de gestão empresarial estão:

  • Integração das áreas da empresa;
  • Otimização de uso do capital de giro;
  • Redução do retrabalho;
  • Apoio às tomadas de decisão;
  • Aumento do lucro e redução de custos.

ERP: O principal sistema de gestão empresarial

O ERP é um dos sistemas mais conhecidos, devido às suas funcionalidades e facilidades. Seu foco é otimizar os processos de uma empresa, a partir da integração e centralização de dados e informações. Ele é uma ferramenta moderna, capaz de controlar os procedimentos da rotina de uma empresa, integrar diferentes áreas da mesma e garantir que o fluxo das informações corporativas tragam os melhores resultados.

Como escolher um sistema de gestão empresarial?

Escolher o software mais adequado para um negócio depende de uma análise das necessidades da empresa. Entre os pontos a se observar estão:

Praticidade do sistema

O sistema deve ser fácil de usar para que a equipe não apresente resistência à implantação. Os softwares ERP possibilitam integração e dão uma visão ampla da organização, o que é um ponto favorável desse tipo de sistema.

Custo-benefício e payback

A implementação de um sistema de gestão empresarial é um importante investimento para a empresa, por isso deve-se avaliar qual será o custo-benefício. A princípio pode parecer que trata-se de um gasto, mas ele trará redução de custos e benefícios que compensam. Também vale avaliar o tempo que o investimento levará para retornar e com isso saber qual o melhor sistema para o negócio em questão.

Segurança

A segurança dos dados dentro do sistema deve ser a prioridade de um software de gestão empresarial. Os arquivos devem ser criptografados e a troca de informações entre o dispositivo de acesso e os servidores precisa ter a garantia de ser totalmente confidencial. Para isso devem ser utilizados certificados de segurança.

Gestão empresarial com ERP DEAK

O ERP DEAK possui ferramentas que proporcionam expressivo ganho de produtividade e qualidade nas atividades do dia a dia, tanto no planejamento como no controle. O software simplifica o processo de busca por informações detalhadas e sob diferentes ângulos. Ele possibilita que decisões sejam tomadas de forma muito assertiva.

Além disso, o ERP DEAK centraliza todas as informações em um só lugar e pode ser implementado em nuvem. Dessa maneira, o software pode ser acessado de qualquer lugar e de qualquer dispositivo permitido. São soluções inovadoras que garantem maior produtividade, qualidade, controle de processos e a troca de informações entre departamentos de maneira ágil, rápida, segura e totalmente digital.

O ERP DEAK também traz ferramentas ágeis, com telas amigáveis e indicadores de controle como margem líquida, análise inteligente de crédito, lista de preço customizada e centenas de outras funções. Alguns exemplos:

  • Integração com Sistemas BI, E-commerce, WMS.
  • Flexibilidade para traduzir regras de mercado nas particularidades do cliente.
  • Cockpits nos módulos operacionais, como CRM, Vendas, Compras e Fluxos de Entrada e Saída, em formato de dashboards e relatórios.
  • Acesso às informações e material didático disponível para todos os usuários.

Porque investir no ERP DEAK?

Com mais de duas décadas de experiência no desenvolvimento de soluções de alta performance e mais de 3.000 usuários ativos, o ERP DEAK se destaca por tornar os processos mais fluidos e eficientes, além de eliminar gargalos burocráticos e padronizar processos.

O gestor pode assim garantir mais qualidade no atendimento ao cliente e prever ações estratégicas para tornar sua empresa mais ágil na tomada de decisão. O software pode facilitar a vida de todos dentro dos processos de gestão, contribuindo para o crescimento da empresa e da lucratividade.

Quer conhecer as soluções do ERP DEAK para o seu negócio?

Solicite um atendimento da nossa equipe:


O sistema tributário brasileiro é um dos mais complexos do mundo e com as tarifas mais altas. Isso cria um cenário desafiador para qualquer gestor: como permanecer dentro da lei e reduzir a quantidade gasta com impostos? O planejamento tributário é a resposta para isso. Ele pode ser usado como uma ferramenta indispensável para as empresas que querem diminuir essa carga de maneira legal e eficiente. Leia Mais

O planejamento das compras não é tarefa simples. Num cenário de economia oscilante, que leva à diminuição de gastos por impulso e eleva a consciência do consumidor sobre como direcionar seus investimentos, o espaço para o erro na gestão de compras se torna quase nulo. Deixar produtos encalharem no estoque ou não ser capaz de atender aos seus clientes podem afetar a competitividade e o sucesso da organização.

Técnicas modernas de monitoramento do estoque garantem que essa gestão tenha mais eficiência e segurança.

Saiba qual o melhor momento para repor o estoque

Sempre que um produto do estoque chega a um nível mínimo, chamamos isso de Ponto de ressuprimento, ou seja, o momento ideal para novas compras. Fazendo a reposição de produtos na hora certa, não ficamos com o estoque abarrotado de mercadorias com baixo potencial de vendas, ou que, mais tarde precisarão ser remarcadas.

Precisa automatizar o cálculo do ponto de ressuprimento e diversas outras atividades do seu negócio?

Conheça o ERP DEAK. Solicite um atendimento da nossa equipe:

Ponto de ressuprimento: o equilíbrio que evita prejuízos

Sempre que um produto atinge o nível onde uma nova compra se torna necessária, tem-se o chamado ponto de ressuprimento. Esse indicador ajuda também para que pedidos não sejam feitos antes do momento de real necessidade.

Nem todos os produtos têm um mesmo ponto de ressuprimento, portanto, é necessário calcular cada item separadamente, analisando o seu histórico de consumo e levando em conta datas sazonais, onde o produto tem um consumo maior.  Também é importante levar em conta outras variáveis como o tempo que o fornecedor leva para entregá-lo, a logística interna da empresa e a distribuição para o consumidor final.

A falta de eficiência na gestão do estoque pode trazer consequências indesejadas, como a queda brusca dos lucros e da reputação do negócio, o que afeta a competitividade e o sucesso de uma empresa.

Como calcular o ponto de ressuprimento?

Essencialmente, o ponto de ressuprimento depende de duas variáveis: demanda e tempo. A demanda está relacionada a quantidade daquela matéria prima ou produto utilizado diariamente e o tempo indica o intervalo entre uma compra e outra.

O cálculo do Ponto de Ressuprimento utiliza a seguinte fórmula:

PR = D x T

Sendo que PR = ponto de ressuprimento em unidades de produto; D = demanda diária média; e T = duração média do ciclo de atividades.

Na fórmula acima é considerado que o ponto de ressuprimento será alcançado apenas quando a última unidade sair do estoque. Uma observação importante: para evitar uma ruptura é recomendável usar um estoque de segurança, fazendo com que o ponto de ressuprimento seja superior ao estoque zerado.

Dessa maneira, uma nova compra é feita no ponto de ressuprimento estimando que, durante o prazo entre o pedido e a entrega, o estoque não zere, mas chegue ao mínimo desejado.

Portanto, a fórmula passa a ser mais efetiva da seguinte forma:

PR = D x T + ES

Em que ES = Estoque de Segurança

Para que o ponto de ressuprimento seja determinado, é preciso que haja um controle preciso da mercadoria estocada, uma análise do consumo de cada produto, os prazos de entrega dos fornecedores, o ciclo de pedidos, entre outras informações relevantes ao processo. Por isso a integração de todos esses dados é importante para uma avaliação precisa.

fórmula é universal e pode ser aplicada tanto na indústria, para o controle do estoque de matéria-prima, como no varejo, para o controle de produtos que serão comercializados. Com o controle ideal e mantendo o estoque de segurança evitam-se imprevistos, clientes insatisfeitos e prejuízos

O ponto de ressuprimento na indústria

Quando se trata de um ambiente industrial, em que os pedidos chegam, são direcionados à linha de produção e precisam seguir um ritmo determinado para que a distribuição e entrega ao cliente final aconteça dentro dos prazos acordados, saber qual o ponto de ressuprimento é fundamental para que não falte matéria-prima durante a produção.

O ponto de ressuprimento é um orientador bastante efetivo e permite evitar que itens faltem no processo ou estraguem no estoque por falta de uso – lembrando que produto parado no estoque é prejuízo certo.

A tecnologia a favor da lucratividade

A situação pode se tornar difícil de administrar quando se baseia apenas em planilhas e técnicas falhas, agravadas pela falta de centralização das informações. Quando se sabe com precisão quais são os produtos mais e menos vendidos, o comportamento do cliente e se identifica os ciclos de mudança na demanda por certos produtos, os resultados certamente serão mais satisfatórios.

O controle de todas as informações relativas às movimentações de materiais, como entradas, saídas e devoluções, pode ser feito com o auxílio de um bom sistema de gestão. Um bom ERP gera informações que permitem fazer esses complexos cálculos de forma automática e assertiva.

Existem ferramentas que podem auxiliar o gestor a um bom controle do ponto de ressuprimento. A DEAK Sistemas, por exemplo, possui a solução ideal para gerenciar seu processo de compras.

O ERP DEAK analisa todo o histórico, considerando a frequência e o volume de vendas, para projetar as compras necessárias. O sistema considera até mesmo ajustes sazonais e o custo geral de estocagem, além do tempo de entrega, tempo de logística interna e tempo de distribuição ao cliente.

Precisa automatizar o cálculo do ponto de ressuprimento e diversas outras atividades do seu negócio?

Conheça o ERP DEAK. Solicite um atendimento da nossa equipe: