Ajuste o seu Work in Progress e acelere a sua produtividade

Ajuste o seu Work in Progress e acelere a sua produtividade

É sempre bom ver sua produção caminhando bem, não? Os colaboradores em atividade, as máquinas em operação, os negócios indo bem. Tarefas no estágio “doing”sempre saltam aos olhos, porém há algo que precisamos avaliar em relação a elas: atentar para a quantidade adequada de trabalhos em andamento dentro da sua empresa. É o que chamamos de Work in Progress, ou WIP.

O termo WIP é usado na gestão de produção para definir os produtos e processos ainda semiacabados, ou seja, aqueles que já foram iniciados, mas ainda não estão plenamente finalizados. É um termo que também pode se referir a mão-de-obra, matérias-primas e custos indiretos que incidam sobre os estágios da produção.

Diante disso, podemos concluir que uma quantidade excessiva de produtos em WIP pode ter um efeito negativo sobre a operação como um todo, afinal, gera apenas custos enquanto não é possível lucrar com a venda do produto acabado. Portanto, é preciso organizar e, se preciso, limitar aquilo que está in progress para obter o melhor resultado produtivo.
 

Organizando o WIP

 
Como o Work in Progress vai consumindo recursos enquanto não é finalizado, atrasos tendem a gerar prejuízos ao longo do processo. Mas não se preocupe: algumas atitudes podem ser tomadas para garantir que as metas de cada procedimento sejam atingidas.

Para evitar um gasto maior do que o esperado ou demorar demais para obter o retorno desejado, um passo importante é planejar, definir e padronizar tanto a produção quanto o estoque que você precisa ter para atender às demandas dos clientes e as suas necessidades internas. Uma dica é definir número máximo de tarefas por pessoa do time de produção e também de itens em desenvolvimento. Esse número não é fixo e nem padronizado para toda e qualquer empresa, mas poderá ser estabelecido a partir de suas análises como gestor.

Pense, então, em todas as tarefas em “doing” acontecendo agora mesmo na companhia. E comece a buscar uma estratégia para que essas tarefas passem a ser dadas como concluídas. Cada um dos processos dentro de uma linha de produção deve, portanto, ter sua execução planejada, para que uma certa rotina não tenha que limitar o resultado de outra. Isso significa que só se deve iniciar determinada atividade quando não existir nenhum impedimento que vá atrasá-la ou limitá-la. Em resumo? Não se afobe! Muitas vezes é muito mais inteligente aguardar alguns processos serem finalizados do que buscar agilidade operando muitas frentes ao mesmo tempo.

Outro ponto fundamental é um mapeamento que mostre tudo o que for desnecessário e possa, portanto, ser eliminado do processo produtivo. Isso porque muitas rotinas que se mostraram eficientes e necessárias em algum momento podem ir se tornando obsoletas ao longo do tempo, abrindo espaço para sua substituição ou eliminação. Assim, você consegue enxugar a linha de produção, reduzindo custos e acelerando sua produtividade.
 

Tempo é dinheiro, sim

 
Além de avaliar a existência de determinados processos, dê uma atenção especial ao tempo que eles vêm demandando. Reduzir durações excessivas faz parte da otimização de todo o processos produtivo, fazendo com que, consequentemente, seu produto esteja pronto para a venda mais rapidamente.

E, como você bem sabe, a tecnologia é uma forte aliada dessa otimização, tanto na redução de tempo quanto de custos. Um ERP inteligente irá auxiliá-lo na gestão dos seus processos, garantindo, inclusive, tomadas de decisão mais certeiras na hora de estruturar a sua linha produtiva: desde o início da produção até o final dessa cadeia.

Por fim, mas não menos importante, quando processos estão bem definidos e estabelecidos, não é só o negócio que ganha: são também as pessoas nele envolvidas. Imagine um cenário cheio de lentidão, retrabalhos, esforços em vão? Nada menos estimulante para o funcionário. Assim, com um processo bem azeitado, a produtividade e a motivação das equipes envolvidas no WIP só tendem a crescer.

Conclusão? Eliminar barreiras e focar na otimização e na qualidade dos processos ajuda na qualidade e na assertividade dos seus projetos como um todo. Todo mundo ganha no final. Inclusive seus negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 68 = 74